Cruz Expectante (r)
Página Inicial
Vida e Obra do Patrono da Igreja Expectante
Textos de ou sobre Cedaior, Sevãnanda, Thoth e Ischaïa
Biblioteca
Mapa dos Núcleos
Perguntas Frequentes
Entre em Contato
Como entrar para a Egrégora Expectante



Lyon, França – 11/05/2006
Peregrinação ao Túmulo do Mestre Philippe

Cathia Cristhina e Geraldo Lion

 

Num momento anterior falamos um pouco sobre a nossa emoção ao visitar o túmulo do Muito Excelso Mestre Amo Philippe, em Lyon. Hoje vamos contar um pouquinho mais do que vimos.

Olhando em torno do túmulo do Mestre, pudemos observar os vários presentes e recordações que os visitantes deixam quando passam por lá. Flores, placas de agradecimento, crucifixos, velas, imagens de santos, mensagens, homenagens as mais diversas, etc. Mas o que nos chamou muito a atenção foi a bela árvore que emoldura a lápide da família do Mestre Philippe, a mais vistosa árvore dentre todas as outras do cemitério. Observando bem de perto, encontramos muitos bilhetinhos pendurados nos galhos. Havia fitinhas, amarradores de cabelo, canetas (providenciais para quem esquece de levar), fotos, muita coisa dentro de saquinhos plásticos, fotocópias de documentos... Tudo isso pendurado na majestosa árvore. Os bilhetinhos, alguns amarrados, outros escondidos entre os troncos, como aquele que nós também deixamos lá, em nome de todos os Expectantes do Brasil. Ficamos admirados com a quantidade de lembranças e passamos a chamar carinhosamente aquela árvore de a “árvore dos pedidos”.

Permanecemos no Cemitério de Loyasse por algumas horas naquela manhã e pudemos presenciar também uma devota do Mestre, provavelmente indo recorrer a Ele. Ficamos na parte da frente do túmulo e a moça foi até o lado de trás, justamente no canto em que as pessoas depositam os seus pedidos e rendem suas graças. Nós a vimos colocando um pedido na árvore e pudemos ouvir seus soluços. Quando ela já estava indo embora, nos apresentamos e ela nos contou que muita gente vai ao local para fazer pedidos. A moça também nos deu informações sobre a cidade natal do Mestre, Loisieux, e sobre a casa em que viveu, na vizinha L’Arbresle. Numa próxima oportunidade queremos compartilhar com vocês as nossas impressões sobre a visita a Clos Landar e à Rue Tête D’Or, nº 35.

© Todos os direitos reservados © Egrégora Expectante - Site Oficial   
igrejaexpectante@igrejaexpectante.org