Cruz Expectante (r)
Página Inicial
Vida e Obra do Patrono da Igreja Expectante
Textos de ou sobre Cedaior, Sevãnanda, Thoth e Ischaïa
Biblioteca
Mapa dos Núcleos
Perguntas Frequentes
Entre em Contato
Como entrar para a Egrégora Expectante

 


SOBRE A MISERICÓRDIA

Ensinamentos da Amada Kwan Yin, Senhora da Misericórdia

Comentados pela MADRE VIOLETA, La Plata, Argentina

QUARTA-FEIRA, 12/05/2010, 18h10


Desde o próprio Coração do Fogo Violeta lhes saúdo com o Espírito da Misericórdia e lhes ofereço uma Flor Púrpura de Lótus para que a coloquem sobre o Altar de seus corações e a adornem com a Virtude da Misericórdia e Bondade…

 

MADRE VIOLETA – Já pensamos alguma vez se somos bons? Temos-nos animado a pensar “sou boa” ou “sou bom”?

 

(Na platéia uma senhora responde que geralmente pensamos que somos melhores do que realmente somos.)

 

MADRE VIOLETA – Seria bom pensar... E fazer os esforços necessários para sermos bons. Sempre se pode mudar e ser melhor.

 

A Consciência EU SOU dentro do Fogo Violeta é Perdão, Misericórdia e Compaixão, o que está muito além de julgar. Se existe apenas uma faísca de Bondade ou amabilidade em um homem, ele prefere perdoar em vez de julgar, porque o Perdão Misericordioso traz a Felicidade divina enquanto o poder da vingança cria um coração amargo.

 

MADRE VIOLETA – Coração amargo não soa bem, não é? Isto é, nós temos uma coisa ou a outra, de acordo com como nos portamos na vida. Por isso é bom estudar-se, é bom deixar de julgar os demais e ver como eu me porto. Estou me comportando bem? Ou sou egoísta e penso apenas em mim? É muito lindo isto... Há que ser honesto, que ser honrado, há que educar a personalidade. Não digo maltratá-la. Digo educá-la, coisa que não nos custa nada reconhecer: “Aqui está me faltando misericórdia, aqui está me faltando amor... Que estou fazendo?”. Tomar esta consciência e mudar! Não é inteligente isto? Então, por que não fazê-lo neste mês, em especial, quando há tanta ajuda para mudar?... Isto é para todos, não só para alguns.

 

Centrem agora seus pensamentos para que permaneçam sobre a Misericórdia e suas argumentações mentais se derreterão uma a uma.

 

MADRE VIOLETA – Isto é uma beleza! Liquidamos o poder da mente humana, de julgar, de condenar, de pensar algo não bom a respeito do outro.

 

Porque não há um só ser que não haja recebido, ele mesmo, dádivas de Perdão e Misericórdia que lhes redimiram de seus próprios erros.

 

MADRE VIOLETA – É dizer que em algum momento fomos misericordiosamente tratados. E se realmente quero voltar à misericórdia, que ajuda vou ter? Minha parte mental não vai se intrometer, mas vai permitir.

 

Abram seus mundos de sentimento para que resplandeça Minha Chama de Misericórdia e aceitem este Poder de Transmutação, permitindo que a alquimia, trabalhando milagrosamente, elimine da consciência essas criações que ainda os mantêm atados.

 

MADRE VIOLETA – Quando alguém mantém bronca, repulsa, está atado a esta condição que não é de Deus. Está atado, está limitado. E isso temos que verificar se está em nós. Porque nada nos pode ajudar, nada, se não queremos ver a realidade de nosso ser. Por mais que os Mestres se aproximem, por mais que nos mandem anjos, se estamos fechados a querer ver a realidade de nosso ser, nada nos pode ajudar. Por isso, temos que nos abrir a ver a realidade de nosso ser, aceitá-la e aceitar a volta. Quando aceitamos nos modificar, sabe o que diz Saint Germain? “Já tens um ser de Luz ao lado que te ajuda”. Porém, tem que haver aceitação. Não é belo? Aceito mudar, aceito ser melhor, aceito reconhecer tal coisa... Já tem um ser de Luz que me ajuda. Porque, com essa palavra, “aceito”, me livro deste eu (que fui). Aceitou. Já está! É formoso... É uma beleza...

 

Esta alquimia, esta mudança, é Misericórdia, amados seres. E, sabem o que é a Misericórdia? É mais clemente do que o que requer a Justiça.

 

MADRE VIOLETA – Entendem isso? É mais bondosa do que o que requer a Justiça.

 

É mais generosa do que o que pode ser pedido por mérito ou serviço.

 

MADRE VIOLETA – Enquanto não aceito abrir a mente e pedir, estou fechada para que me ajudem com algo que quero mudar. Quando me abro, lá está a misericórdia, está a ajuda que chega, que nem sequer me vem dizer qual foi melhor. Não importa. Não tem importância. Aceitou mudar? Aqui estamos (dizem os Mestres). Por graça divina. É lindo... Por isso há que aceitar olhar-se, examinar-se, há que aceitar mudar, melhorar de alguma forma, quando nos damos conta de que durante toda a vida pensamos, falamos, aceitamos algo que não é correto...

 

Façam disso um ritual diário em suas vidas…

MADRE VIOLETA – Se fizermos todos os dias este exame interno, este ritual vai promover rapidamente as mudanças em nós. Melhor que mudar em um ano é mudar em uma semana. Temos que ter a honradez e a honestidade de reconhecer: “isto não é correto”. Portanto, é preciso liberar-se dos “poréns”, dos “mas” humanos, das justificativas...  

 

Onde enxergarem distorções, fingimentos, aflições, necessidades, perturbações, detenham-se por um momento e, conscientemente, peçam Perdão pela energia que criou a percepção que vocês reconhecem que não é boa e liberem misericordiosamente esta energia.

 

MADRE VIOLETA – Me dou conta de que minto, por exemplo. Tenho energias aprisionadas na mentira. Tenho que liberar esta energia aprisionada em meu hábito de mentir para não mentir mais. Se eu, “porém”, não quero limpá-la, basta seguir mentindo para manter a energia aprisionada.

 

Desta forma, reconhecendo sua própria necessidade de melhorar sua vida, a Chama de Misericórdia poderá expandir-se em escala nacional e mundial…

 

MADRE VIOLETA – O poder de nossa energia liberada... Não vale fazê-lo? Tudo que podemos fazer com energia liberada de sombras... Com abrangência nacional e mundial... Ou seja, por nossa Nação e por toda a Terra.

 

A Radiação de Misericórdia é amplificada por cada Inteligência Divina e por Meu Próprio Campo de Força de Misericórdia, Perdão e Compaixão.

 

MADRE VIOLETA – Eu faço algo bom? Já tenho um Mestre ou Mestra que o amplia. É como se estivéssemos lavando o piso da cozinha e víssemos que o piso da cozinha está limpo, está lindo. Já me vem o ímpeto de lavar o corredor e a sala. Expandir! Tal é o poder da Pureza. Tal é o poder da Pureza... Estou fazendo algo que está limpando alguma coisa. Já me vem o ímpeto de limpar mais. Isso é o que Eles fazem conosco. Ajudam-nos. Por isso é importante, desde as minúsculas coisas, colocá-las em prática com amor, com perdão, para expandi-las.

 

Porém, recordem que cada Virtude Divina deve primeiro ser produzida conscientemente pelo estudante, antes que Fluxo de Maior Poder Divino possa preencher sua consciência emocional, mental, etérica e física.

 

MADRE VIOLETA – Se eu não dou um passo para fazer tal coisa, Eles não podem energizá-la. Não têm meu oferecimento, minha energia. O exemplo que temos é este: nós temos a semente, somos pequenos e o que damos é a semente. Mas o que damos, Eles, os Mestres, o amplificam. Tornam maior.

 

Portanto, se buscam Misericórdia para vocês mesmos e seus seres amados, peçam-Me ajudar-lhes a sentir Misericórdia para com qualquer etapa da vida (conhecida ou não) que alguma vez lhes haja causado dano; e Nossos sentimentos assim investidos em vocês trarão um efeito feliz, vigoroso e alegre porque serão os recipientes e primeiros recebedores destas Dádivas Divinas.

 

MADRE VIOLETA – Então, se aceito dirigir minha atenção para ter misericórdia de um ser que me fez algo não muito agradável, se aceito perdoar, aceito enviar misericórdia, amor, os Mestres – A Senhora Kwan Yin e outros – oferecerão a sua ajuda para que isto se amplie, primeiramente ao que pede e logo para aquele por quem se pediu a melhoria. Não é misericórdia isto? Assim estamos sendo tratados neste mês. E sempre!

 

Olhem para Nós, que nos liberamos através da Misericórdia de Deus, e saibam que uma das Misericórdias da Vida é o fato de não terem que olhar a causa e núcleo de nenhuma de suas próprias aflições. Porém, com sua consciência alerta, invoquem-Nos, como Seres Livres Divinos, para prestar este Serviço a vocês.

 

MADRE VIOLETA – Não fiquem se martirizando “quando disseram, por que disseram”... Ai, nada disso!... Disseram tal coisa? Peçam perdão, irradiem misericórdia e... Já foram ajudados! Sem castigos, sem penitências, sem nada! Por isso larguem a bobagem humana de ficar voltando ao passado. Nós aqui somos ensinados a não retroceder ao passado por nada. Já passou! E a pôr nossa atenção no agora. 

 

Devem ser Bondosos e Misericordiosos com aqueles ao seu redor primeiro, exercitando o Controle, Equilíbrio e Maestria, porque só assim encontrarão a Paz. Vivam perdoando misericordiosamente a vida e não poderão ser feridos, e terão menos medos e uma maior facilidade de soltar as coisas que não são perfeitas.

 

MADRE VIOLETA – Claro, se estou amando, se estou perdoando, como posso estar criticando alguém ao mesmo tempo? Ou amo, perdoo, ou critico! Ou uma coisa ou outra. É lógica pura.

 

Dou-me conta de que se manifestam diante da humanidade couraças de qualidades imperfeitas e de desequilíbrio que parecem manter-se governando as Nações da Terra. Contudo, há uma Lei Cósmica que em algum glorioso momento, quando houver suficiente Fogo Violeta em ação, quando houver suficiente Misericórdia, quando houver suficiente Poder de Perdão, quando houver suficiente energia transmutada e liberada na atmosfera interna do país, haverá uma profunda mudança na qualidade de vida deste lugar.

 

MADRE VIOLETA – É isso que trabalhamos para fazer aqui na Argentina. Mudar a Argentina para melhor. Oferecendo, uns aos outros, uma boa energia. Se estou oferecendo uma boa energia, já estou colaborando. Se ofereço uma energia não bem qualificada, mais sombra estou colocando. Isto tem que se gravar bem gravado. Na mente e no coração! O que estou oferecendo à Argentina? (olhando para os Expectantes) O que estou oferecendo ao Brasil? Cada um (país) segue vivendo até que tenhamos o poder de fazê-lo para todo o mundo.

 

Porque, por decisão de cada ser, as forças de imperfeição e desequilíbrio já não serão energizadas.

 

MADRE VIOLETA – E o que não se energiza, o que acontece? Vai-se!... Isto é ensinamento dos Mestres. O que não é alimentado se dissipa...

 

E, sim, serão atraídas desde os Reinos Internos das Forças Divinas, que manifestarão a Liberação Compassiva. Chegará, assim, o Progresso Espiritual, e juntos faremos resplandecer a Terra, faremos resplandecer a Vida na Terra. Digo-lhes para que a Misericórdia de Deus para sua Nação seja revelada.

 

MADRE VIOLETA – Façamos algo por nossa Nação e logo isso se expandirá por todo o mundo. Não é egoísmo trabalhar para nossa nação. Não temos o poder, ainda, de expandir por todo o mundo. O poder se vai adquirindo paulatinamente. Primeiro a família, o entorno, o Grupo, e depois se vai expandindo, expandindo, expandindo.

 

No centro-coração de toda Vida está a Misericórdia e a Natureza do Amor, com a qual vocês devem buscar sua conexão. EU Sou uma Força de Radiação Misericordiosa e represento esta Virtude, que começa com o desapego pessoal e que transmuta as causas e núcleos de todos os problemas humanos, trazendo as soluções com infinita Compaixão.

 

A Misericórdia não é criada pela mente humana,

não está onde reinam o intelecto

e a linguagem humana.

A Misericórdia é uma linguagem especial do coração.

 

MADRE VIOLETA – Toda a parte boa é sentimento.

 

Espero que seus próximos anos de atividade no mundo físico sejam prova da Misericórdia e da Compaixão para com seus irmãos, permitindo que o Perdão amoroso fluindo desfaça, nos Níveis Internos, cada ação vibratória que for causa de aflição.

 

MADRE VIOLETA – Não aceitemos a aflição. Aceitemos a Misericórdia diluindo a aflição até a felicidade. Não é muito mais lindo sentir-se feliz? Do que sentir-se infeliz? Quando enfrentamos e superamos algo inferior, algo não bom, e já nos vemos bem, já estamos felizes. E esta energia já está ajudando aquela situação a melhorar.

 

E para que nada lhes diga “porém”, dou-lhes Minha Garantia de que PODEM FAZÊ-LO.

 

MADRE VIOLETA – É a mente humana que diz “não posso”. Que digam vocês: “Posso fazê-lo e já vou fazer”.

 

E lhes envolvo na Radiação do Lótus Púrpura que confortará seus seres grandemente.

 

Obrigado por sua atenção,

 

                                               Kwan Yin.

 

Nota da Redação: A Madre, ao encerrar sua leitura e comentários, pediu aos Expectantes que a visitavam no Santuário: “Quando voltarem ao Brasil passem adiante este ensinamento sobre a Misericórdia. Vocês não sabem quanta gente ao seu redor já está disposta a ser misericordiosa.

 

 

© Todos os direitos reservados © Egrégora Expectante - Site Oficial   
igrejaexpectante@igrejaexpectante.org