Cruz Expectante (r)
Página Inicial
Vida e Obra do Patrono da Igreja Expectante
Textos de ou sobre Cedaior, Sevãnanda, Thoth e Ischaïa
Biblioteca
Mapa dos Núcleos
Perguntas Frequentes
Entre em Contato
Como entrar para a Egrégora Expectante

 

 

A Vida Espiritual é uma Escola
(Por Ischaïa, Matriarca da Igreja Expectante)


A vida espiritual é uma escola. Nela somos matriculados ao nascer. Durante o crescimento, em idade apropriada, cada um, com os conhecimentos adquiridos, deve continuar seus estudos e se candidatar a novos cursos.

Ocorre que muitos entram na escola como observadores curiosos. Alguns a frequentam para acompanhar a família ou amigos. E há aqueles que, definitivamente, dela não querem nem saber...

Mas há salas de aula para todos. Escolas grandes, com recursos materiais; escolas pequenas e simples; bem antigas, reservadas ou modernas; e ainda há a opção de estudar sozinho. Em tese, são todos caminhos de admissão a uma instituição maior.

Para ingressar nalgumas escolas o aluno passará por um vestibular, uma iniciação que pode ser muito rigorosa. Noutras, nem tanto. Há até mesmo as que nada exigem a não ser os conhecimentos acumulados pelo estudante.

Depois de aceito, pode acontecer de o aluno se decepcionar, desistir, alegando vários motivos: falta de tempo, problemas de ordem material e familiar. Muitos, simplesmente por comodidade, imaturidade ou falta de interesse, abandonam e deixam o aprendizado para o ano vindouro. São os gazeadores.

Felizmente existem aqueles que, por mais difíceis, árduas e cansativas que sejam as tarefas impostas no avançar do tempo, perseveram, caminham e conseguem galgar etapas de desenvolvimento, porque para estes as dificuldades são degraus, a dureza é o lapidar, e o cansaço, a prova de que se está esforçando para atingir a meta a que se propôs.

Ninguém, numa só existência, consegue sair graduado, pois nessa escola os cursos são longos e indefinidos. Finda uma etapa, cada um a seu tempo, e conforme seu esforço, retorna e continua os estudos ou curso em graus mais elevados.

Aqueles que desistiram, abandonaram e negligenciaram podem voltar também, mas terão mais dificuldades, devido às provas que perderam e as tarefas que não cumpriram.

Um dia, no entanto, todos chegarão aos graus mais elevados. E aí, com mais conhecimento e sabedoria, decidirão voltar como professores e ajudarão os colegas que temporariamente ficaram retidos nas fases iniciais.


 

 

 

 

© Todos os direitos reservados © Egrégora Expectante - Site Oficial   
igrejaexpectante@igrejaexpectante.org